10.1.12

pain


é dor, é dor que sinto quando não te alcanço, quando não te abraço, quando ao teu ombro não descanso. é dor que sinto quando não te vejo, quando não te agarro, quando não te beijo. é uma dor que sozinha não suporto, uma dor no coração que me faz sentir um corpo meio morto.é dor que sinto quando no teu colo, não procuro conforto. é dor suficiente, para sentir a saudade no meu subconsciente. é uma dor que sinto, que pressinto, uma dor de um amor, que nunca será extinto, de uma vida a par, onde eu vivo para te amar.

27.12.11


gosto quando vou, só assim me sinto realmente viva, só assim consigo sentir o amor que nos corre nas veias, quando as nossas almas se juntam eu consigo sentir que é forte e é por isso que odeio voltar, porque ainda não arranjei força para derrubar a distância que me destrói por dentro, mas um dia terei o ás de espadas na mão e vencerei o mundo para ficar contigo apenas para mim, e contigo do meu lado, seguirei em frente, na longa estrada da vida, a estrada sem destino, onde não se volta
atrás, onde eu estou para ti e tu para mim. vou tirar proveito desse caminho, percorrendo-o então contigo para sempre ♥

14.12.11


voltaste. fico feliz ao saber da tua escolha, sou feliz contigo. eventualmente , espero que também o estejas, por ti, por mim, por nós, por o nosso amor que tanto merece. não te quero largar por nada nem ninguém, eu nunca te vou largar. até porque seria a minha sentença de morte. és um vicio, que eu sustento. és uma obcessão. uma posse que tenho e que para sempre vou depender dela. a vida não é minha, porque a minha vida é a tua, és tu que as estimas, és tu que a cuidas. não largues a minha mão, eu vou cair, e não me quero levantar sozinha. amo-te

22.11.11

iloveyou


todos os dias eu acordava sem qualquer motivo de o fazer, todos os dias eu levantava-me sem nada na minha cabeça, sem nada no pensamento, todos os dias eu vivia por uma razão sem explicação, todos os dias eu quis desabafar o que sentia, porém vivia no vazio, no nada, eu vivia num mundo abstracto que não lembra a ninguém. uma noite a minha rotina tinha mudado, como se os dias já não fossem os mesmos, um noite algo despertou dentro de mim, como se todo o mundo que eu tinha construído tinha evaporado, deixei de me sentir sozinha, e de tantos os dias que acordei sem objectivos, hoje dou-lhes valor, agora tenho alguém que me oiça e que está sempre comigo, tenho quem me dê a mão quando preciso, tenho-te a ti, quem me faz sorrir todos os dias, o que antes eu chamava de "vazio", hoje é uma fonte de amor inacabável, agora tenho tudo o que preciso, é por me fazeres ter um sorriso maior que acordo todos os dias, devolveste-me a vida, deste-me a conhecer um mundo novo, um mundo só nosso